Scripta manent… 

Vou contar aqui uma história que o meu falecido avô José me contava…

Um dia, quando ele ainda era jovem, um professor o interpelou:

– Forte! Por que você não está anotando nada?

Ao que meu avô respondeu:

– Não precisa, professor! Eu me lembro de tudo!

E veio a resposta:

Scripta manent, parola volant! 

Em português, “O escrito fica, as palavras voam”. E meu avô levou isso a sério!

Tão a sério, que, muitos anos depois, quando ele já tinha sua alfaiataria, aconteceu de um cliente dizer a ele:

– Nossa, o senhor anota tudo!

E, dessa vez, foi o meu avô que falou:

Scripta manent, parola volant! 

Só que o cliente dele disse:

– O senhor vai me perdoar, mas eu sou professor de Latim, e eu queria fazer uma pequena correção na sua frase: “parola” é italiano; o correto é “verba“: “Scripta manent, verba volant”. 

Meu avô, sendo quem era, não perdeu a pose:

– Olha, eu fico feliz! Porque o senhor me corrigiu apenas uma palavra, e não foi erro meu, foi erro de um professor que me ensinou assim!

E foi assim que essa frase chegou até mim!

Por que estou contando essa história?

Bem, na minha recente viagem a Campos do Jordão, no Museu da Xilogravura, no ateliê do lugar, eis que me deparo com isto:

IMG_4086

Pois é… A três horas de viagem de São Paulo, num cantinho de um museu, eis que me encontro com o meu avô… :_)

P.S.: Aliás, vai fazer 5 anos que ele morreu… Mas disso, talvez, eu trate lá em novembro.

Em defesa dos nomes de comida!

Sabe, os idiomas, no fundo, no fundo, são seres vivos – eles ficam indo e vindo ao seu bel-prazer! E, nessas idas e vindas, rolam umas curvas erradas!

Por exemplo, aqui no Brasil, tem quatro injustiças enormes feitas com nomes de alimentos! Vamos da mais recente para a mais tradicional (mas não menos errada – aliás, talvez seja a pior!)

Nutella

Então, essa é praticamente ofensiva!

Nutella é uma das coisas mais gostosas que existem na face da Terra! Tipo, é praticamente uma prova de que Deus não só existe, como nos ama! Um sabor inigualável, uma cremosidade… hummmm! Me dá vontade, só de pensar!

Só que, aí, vem o pessoal usar Nutella como ofensa, no sentido de “mauricinho”, “almofadinha”! Manja aquele meme do insira-uma-profissão-aqui “raiz” contra insira-a-mesma-profissão-aqui “nutella”? Então, esse mesmo!

Gente… Nutella tinha que ser elogio!!

Tipo, a sua namorada apareceu maravilhosa para a festa? “Nossa, amor, como você está Nutella!”

Saiu um videogame 4K novinho em folha? “Mano, isso é muito Nutella!”

Alguém te fez uma gentileza? “Nossa, obrigado, isso foi muito Nutella da sua parte!”

Mortadela e Coxinha

Nossa, esses dois…

Então, vamos estabelecer, desde já, que mortadela é gostosa, e coxinha, também! Então, não faz sentido, não mesmo, associá-las a coisas ruins – ESPECIALMENTE à política!

Você quer xingar alguém da esquerda? Chama de aspargo!

Quer xingar alguém da direita? Chama de jiló!

“Nossa, eu parei de falar com aquele cara, porque ele ficou muito aspargo!”

“Esses caras são muito jilós, querem a volta do regime militar!”

Acabar em pizza

Essa é a pior!

A pior mesmo!

A maior injustiça semântico-culinária de todos os tempos!

Sério, gente? Negociatas, acordos, “abafa o caso” e tudo mais… PIZZA?!?!?!?

Gente, isso é prato de salada! Pão sem glúten! Coca zero! Adoçante!

Pizza também é praticamente uma prova do Amor Divino por nós e, nossa, num mundo perfeito, haveria pizzarias em cada esquina, e as pessoas seriam felizes por causa disso!

Não, mais do que isso! O dia em que os alienígenas vierem nos visitar/invadir, vamos oferecer pizza para eles! Vai ser o dia em que, finalmente, teremos uma comida realmente universal, porque TODO O UNIVERSO vai amar!

Não, o multiverso também! Aquele dia que aparecer sua versão de um outro universo em que não tenha pizza, ensina para ela! A pizza vai ultrapassar a barreira das dimensões!!

Mas a gente cisma de usar “acabar em pizza” para coisa ruim…

O certo seria “CPI da carne acaba em salada”, “Reunião para renúncia de Temer acaba em sopa” ou algo assim!

Acabar em pizza seria, nossa, quando a Michele e eu começamos a namorar… isso, sim, é uma pizza!

Brasil conquistou o hexa na Rússia 2018! Acabou em pizza!

Descobriram a cura do câncer? Acabou em pizza, também!

Mas, eu sei, isso é tudo ilusão… Como eu disse lá em cima, a língua é um ser vivo! As palavras escolhem o que elas querem significar!

Mas que isso está errado, está!