Coisas que aprendi com meu celular

– não adianta procurar um modelo que seja exatamente como você quer: um ou outro recurso vai faltar! Então, procure um modelo que tenha os recursos que você mais quer e tenha consciência que vai ter que se acostumar à falta de uma coisa ou outra
– mas tenha em mente, também, que tem coisas que são indispensáveis: se uma dessas faltar, por melhor que pareça o aparelho, deixe pra lá!
– se você apertar um botão e ele demorar um pouco pra responder, respire fundo; se ele não responder depois da terceira tentativa, reinicie
– a dica acima é especialmente válida para telas de toque: são mais frágeis do que parece! E a função de toque é extremamente importante!
– armazenamento nunca é demais
– comunicação é vital: desde o velho rádio FM até o Wi-Fi; se ele não for bom pra se comunicar, esqueça: pode tirar fotos, tocar música, que não vai servir!
– disponibilidade: essa é mais para as operadoras, mas não adianta o celular ter muitos recursos, se ele não fornece os serviços básicos quando você mais precisa
– vai ter lugares a que você quer ir e em que o celular fica sem sinal; paciência, vá assim mesmo – ou arrange um aparelho que funcione lá!
– no mais, paciência! Muuuuuuuita paciência!…
FUI!

Anúncios