Segundo poemóide do ano

O vento me acalma, quando passa
Leva embora tudo de ruim
E limpa a minha cabeça
Feito carinho de moça

Anúncios